Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Lifestyle Yoga

Lifestyle Yoga

Equilíbrio

_DSC0914.jpg

 

Algumas das posturas de Yoga que mais gosto de executar são as posturas de equilíbrio. A que estou a fazer na imagem, o Corvo ou Bakasana é uma delas.

 

Comecei por não as conseguir fazer, lutava com os meus pensamentos, com o meu ego e com a minha frustração. Desequilibrava-me constantemente e sempre que falhava lá vinham os pensamentos, o ego e a frustração, ainda com mais força. 

 

Até que entendi, tinha de ter um foco, não só visual, mas também um foco mental e emocional. Secar todo o oceano de pensamentos, silenciar o ego e afastar a frustração. Quando entendi isto...consegui permanecer em equilíbrio. 

 

Não será assim também na nossa vida? Se focarmos o ponto, o ponto essencial e silenciarmos aquilo que nos desestabiliza não conseguiremos o equilíbrio?!

 

 

O medo rouba a coragem

_DSC0939.jpg

Estava sozinha, mais um dia começava, quando aquele telefonema chegou. Chegou e tudo mudou, foram 40 segundos de troca de palavras, pequenas palavras que se uniram e foram como um trovão que abalou os meus ouvidos e o meu coração. Pai...Cancro...

 

Tudo desmoronou, tudo se modificou, a vida como antes a concebia deixou de existir. 

 

A minha cabeça deixou esta vida e passou a estar em outra, no futuro. E num futuro onde tudo me era desconhecido, tudo me causava MEDO!

 

O MEDO! Senti tanto MEDO que a determinada altura tinha MEDO de ter MEDO! 

 

Mas enquando me afogava rapidamente nos meus pensamentos e no meu MEDO, aquele sinal chegou! Foi aquele gesto, aquele pequeno e meigo empurrão...

 

Parei de ter medo!!

 

Afinal não existem fins absolutos. Existem, apenas, MUDANÇAS...

 

A inquietação dos pensamentos

pexels-photo-169762.jpeg

 

Partilhava um almoço com familiares e a determinada altura verifiquei que uma dessas pessoas que partilhava este tão agradável momento comigo, se encontrava bastante pensativa. À medida que era invadido pelos seus pensamentos a sua expressão mudava, estava preocupado e algo angustiado. 

 

Abandonou por uns segundos os seus pensamentos e fez-me várias perguntas seguidas. "E se assim não fosse? E se já não desse? E se não houvesse?"  Assoberbada com tantas questões, apenas respondi - "Pois!"

 

Por instantes refleti nas minhas palavras. Pois...porquê? Nenhum dos cenários que ele me falava se verificaram, nenhum daqueles problemas se colocaram! Eram apenas suposições, situações criadas em escassos segundos pela sua mente!

 

Porque tantas vezes nos inquietamos com os nossos pensamentos? Porque nos torturamos quando aquilo em que pensamos existe, apenas lá, na nossa mente!

 

Claramente os nossos pensamentos têm o poder de influenciar o nosso estado de espírito! 

 

Então porque insistimos em pensar em todo o que poderia ter corrido mal, em tudo o que podia se ter complicado, em tudo o que podia ter acontecido e.... reparem... em tudo aquilo que nunca chegou a acontecer!!!!

 

 

Já sabes respirar?

"Já sabes respirar?

 

Perguntou-me uma colega das aulas de Yoga. Fiquei sem resposta. 

"Vim para o Yoga para aprender a respirar, por recomendação da minha médica." 

 

Na altura frequentava as aulas à muito pouco tempo, não me faz qualquer sentido que teria que aprender a respirar. Respirar é algo inato não precisamos de o aprender a fazer.

 

 

_DSC0934_1.jpg

É verdade, é inato, não foi preciso ninguém nos ensinar mas conforme vamos crescendo vamos alterando a forma como o fazemos. A culpa, essa, é do grande inimigo deste século, o stress.

 

Quando está sob stress a sua respiração é rápida, curta e usa sobretudo a zona clavicular. Quando está, por exemplo, a dormir a sua respiração é calma e prolongada e usa a zona baixa dos pulmões. 

 

Por isso a respiração é a mais poderosa ferramenta que todos temos para controlar a resposta ao stress. No Yoga faz-se através do Pranayama, a disciplina que contempla um conjunto de exercícios respiratórios. 

 

Ao prolongarmos a nossa respiração reduzimos a tensão arterial, a tensão arterial é controlada pelo sistema nervos simpático e este é o mensageiro da resposta ao stress. Portanto controlo da respiração, controlo do stress. 

 

Deixo-vos um vídeo com algumas dicas!! 

 

 

 

 

Yoga para iniciantes

Não há desculpas é tão fácil, basta começar a praticar!! 

 

Sou da opinião que é muito importante praticar Yoga no local adequado sob o acompanhamento de um professor/a, contudo é fácil depois também o fazer em casa ou noutro qualquer local. Basta um tapete, roupa confortável e o foco no aqui e no agora

 

Deixo-te uma aula para iniciantes de uma Yogi que tenho por hábito acompanhar. São 40 minutos simples e ótimos para restabelecer energias!!

 

 

 

Qual a melhor hora para praticar

Sem Título.jpg

 Imagem: vivaretreats

 

Qualquer que seja a altura do dia, o Yoga refresca e acalma o corpo e a mente. Nada como experimentar por si próprio/a e ver qual o horário que elege ou aquele que melhor se coloca na sua rotina ou época do ano (pode ser mais fácil levantar-se cedo no verão).

 

Tradicionalmente é aconselhável fazê-lo com um jejum prévio de algumas horas e por isso o início da manhã ou o final da tarde, antes de jantar, são as alturas mais indicadas.

 

Pela manhã a nossa mente esta mais disponível alerta e determinada. Permite obter energia para o resto do dia e ficamos com uma maior capacidade de foco. A desvantagem é a rigidez dos nosso músculos que dificulta a realização das posturas.

 

Ao final do dia o nosso corpo está mais flexível, contrariamente a nossa mente que por esta altura já se encontra sobrecarregada de informação e por isso mais cansada. Contudo ao praticar ao final do dia permite libertar e desanuviar do stress e da tensão acumuladas aos longo do dia. 

 

Manhã 

  • Mente mais disponível;
  • Maior foco e bem estar para o resto do dia;
  • Corpo menos flexível.

 

Tarde 

  • Mente com menos facilidade de foco; 
  • Remoção da fadiga e sensação de reintegração;
  • Corpo mais flexível.

 

E contigo que horário funciona melhor? Experimenta, fica atento/a e descobre!

Tudo é um caminho para algo mais...

pexels-photo (1).jpeg

Imagem: Pexels

Ao descobrir o Yoga em 2015 não percebi de imediato que este seria o meu caminho. Contudo, desde o primeiro dia que me apaixonei!!

 

 

Procurava constantemente por alguma coisa, algo que eu própria não sabia o que seria. Percorri vários caminhos, dos quais, sei agora, não estarem errados. Os caminhos são isso mesmo, caminhos...

 

Percebi que o Yoga não são somente posturas sobre um tapete. É uma forma de ver e viver a vida e naturalmente o Yoga passou a estar presente em todos os aspetos do meu dia-a-dia. 

 

Reduzir o ruído à minha volta, permitiu-me escutar, tornei-me minimalista e alterei a minha forma de alimentar o meu corpo e, sobretudo, a minha alma

 

Tenho como principal objetivo para este Blogue, Inspirar-te!!! 

- Inspirar-te para o bem estar físico, emocional e mental...

- Inspirar-te a simplificares a tua vida...

- Inspirar-te a seguires o teu caminho...

- E quem sabe, inspirar-te para (iniciares) a prática do Yoga!!!!

 

Segue o Blogue e acompanha-me neste meu caminho!!